logo mobile

Imprimir

Festa do TJSE no Dia dos Servidores exclui a maioria

.

Homenagem realizada hoje, no Palácio da Justiça, não faz jus à totalidade dos servidores que mantiveram a produtividade do TJSE durante a pandemia e continuam sofrendo com o descumprimento da revisão salarial integral

premio 281021 noticiaNeste Dia dos Servidores (28), o Sindijus parabeniza os 529 servidores que foram premiados pelo Tribunal de Justiça de Sergipe e parabeniza, igualmente, os outros 1.971 servidores que hoje foram excluídos da festa do desembargador Edson Ulisses. Vocês também são o TJSE! Lamentavelmente, o dia que deveria ser uma celebração à união e ao empenho de todos, tornou-se uma festa excludente. Para que essa injustiça seja corrigida, a direção do Sindijus solicitou ao presidente do TJSE que a premiação seja concedida a todos os servidores efetivos.

“É uma festa que deveria ser para todos, mas não foi. Essa premiação tem muitas irregularidades políticas e jurídicas, pois a maioria dos servidores é totalmente impedida de participar. Os servidores da área meio e analistas são excluídos. Na área fim, os servidores também são tratadas de forma desigual, muitas unidades realizam tarefas que não se enquadram nos critérios da premiação e são prejudicadas pelo déficit de servidores devido à falta de concurso. E tudo isso é culpa da gestão”, denuncia o coordenador do geral do Sindijus, Jones Ribeiro.

Na pauta de reivindicações das recentes campanhas da categoria, existe uma proposta para corrigir essa política incorreta: transferir os recursos dessa 'gratificação prêmio por desempenho' para o benefício denominado 'bônus desempenho', que é pago anualmente a todos os servidores. Essa alteração, unificando os recursos dos dois benefícios, garante que todos servidores sejam igualmente recompensados pela qualidade dos serviços prestados pelo TJSE, como um todo.

O montante de R$ 1,3 milhão empregado na premiação restrita de hoje poderia custear um benefício no valor de R$ 520,00 para cada servidor. Somando-se, esse valor, aos recursos do bônus desempenho - que neste ano foi R$ 500,00 para cada servidor - possibilita a concessão de um bônus total de R$ 1.020,00, anualmente, para todos os 2.500 servidores efetivos do TJSE. Essa medida cumpriria a mesma finalidade da premiação e corrigiria os erros que, injustificadamente, excluem a maior parte da categoria.


Diálogo

Nas últimas semanas, a direção do Sindijus tem cobrado, constantemente, a retomada das negociações na Presidência do TJSE. Mas, diante da falta de resposta da gestão até o momento, a entidade sindical protocolou mais um ofício, hoje, solicitando a concessão da premiação a todos os servidores, de modo isonômico.

“No Dia dos Servidores, o presidente Edson Ulisses, como chefe do Poder, deveria falar para todos os servidores, indistintamente, em consideração à produtividade geral e, principalmente, sobre o cumprimento da revisão salarial pendente, que diariamente tem prejudicado os servidores da ativa e aposentados, que sentem o peso da inflação nas suas casas”, lembrou a coordenadora geral do Sindijus, Sara do Ó.

A coordenadora do Sindijus refere-se aos percentuais restantes da revisão salarial de 2020, ainda não quitados pela Presidência do TJSE: 2,45% no vencimento base e 5,45% nos auxílios; além das perdas na indenização de transporte e demais pontos da pauta de reivindicações que ainda não tiveram avanço.