Imprimir

Nota de repudio à agressão sofrida por Oficial de Justiça do TJ Amazonas

.

Nota de Repudio parte interna

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe vem a público externar o seu repúdio à agressão sofrida por Raimundo José Ribeiro Bonfim, servidor do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas, na última sexta-feira, dia 17.

Raimundo, a quem o Sindijus se solidariza, é oficial de Justiça do TJ Amazonas e desempenhava a sua função pública, cumprindo mandado de busca e apreensão de um veículo.

No momento, a filha do proprietário do automóvel, que o conduzia, recusou-se a entregar, impedindo o cumprimento da ordem judicial. Em seguida, a mesma moça ligou para um rapaz, que chegou ao local se apresentando como advogado e agredindo fisicamente tanto Raimundo quanto o funcionário de um banco, autor da ação.

Para o Sindijus, as agressões a trabalhadores e trabalhadoras do serviço público no cumprimento do seu dever são expressões dos ideais colonialistas e autoritários que devem ser repudiados com veemência.

Diante disso, o Sindijus se soma ao Sindicato dos Trabalhadores da Justiça do Estado Amazonas, que entrará com representação junto à Ordem dos Advogados do Brasil para que a conduta do suposto advogado seja averiguada e as devidas responsabilizações sejam feitas.

Onde houver um servidor público agredido na realização do seu trabalho, repudiaremos o fato e seremos solidários ao trabalhador.

 

 

Sergipe, 20 de julho de 2020.
Diretoria Executiva do Sindijus