logo mobile

Imprimir

Sindijus solicita acompanhamento de projetos no Planejamento Estratégico do TJSE

.

Conhecimento de ações relacionadas à gestão de pessoas é de interesse dos servidores

RAE-750x510

A direção do Sindijus participou da segunda Reunião de Análise Estratégica (RAE) do exercício 2022 do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), no último dia 2. Na ocasião, o coordenador do sindicato Alexandre Rollemberg solicitou a apresentação dos projetos vinculados ao macrodesafio ‘Aperfeiçoamento da Gestão de Pessoas’. O presidente da RAE, Des. Ricardo Múcio, autorizou a solicitação ressaltando a importância da participação do sindicato, tendo em vista que o Tribunal não é formado somente pelos magistrados, mas também pelos servidores.

De acordo com o dirigente sindical, Alexandre Rollemberg, “a autorização concedida pelo desembargador é de fundamental importância para a entidade que representa os servidores saber quantos e quais projetos se encontram em andamento no macrodesafio 'Aperfeiçoamento da Gestão de Pessoas'. Esses projetos foram pautados por nós e pela gestão, e têm como principal indicador a valorização dos servidores efetivos, com foco na redução das distorções salariais entre servidores efetivos com CCs, FCs e magistrados. Bem como o reconhecimento da qualificação dos seus servidores, como o nível superior, considerando que quase 90% dos técnicos judiciários têm nível superior e utilizam desses conhecimentos no desempenhar das suas atividades.”

“Agora, a partir dessa decisão, o sindicato irá se reunir com a Diretora de Gestão de Pessoas, Ana Cristina Machado, com o objetivo de acompanhar as ações e projetos para que as iniciativas sejam colocadas em prática e para que o planejamento estratégico do Tribunal de Justiça de Sergipe seja efetivamente cumprido”, explica Rollemberg.

 

O que esteve na pauta

Durante a reunião, foi realizado o balanço parcial dos indicadores referentes ao 2º trimestre de 2022 e a aprovação de três projetos. Dois deles vinculados ao macrodesafio ‘Garantia dos Direitos e Cidadania’.

O primeiro, o ‘Programa Educação’, tem como a finalidade oferecer capacitações, cursos, oficinas e palestras sobre violência doméstica e familiar contra a mulher ao público interno e aos profissionais que integram a rede de proteção à mulher vítima. O segundo, o ‘Programa Meu Alvo é a Paz’, deve fomentar a articulação para colocar em prática os serviços especializados, bem como a criação de leis de enfrentamento e prevenção da violência contra a mulher.

O terceiro projeto discutido foi o Conecte-SE - salas de participação digital - alinhado ao macrodesafio ‘Fortalecimento da Estratégia Nacional de TIC e de Proteção de Dados’.  O objetivo é realizar atos judiciais ou administrativos na forma remota, permitindo a inclusão digital de pessoas que não disponham de recursos ou conhecimentos tecnológicos. A iniciativa já foi colocada em funcionamento nas Comarcas de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Estância, Itabaiana e Lagarto.

Por fim, foi aprovada a realização do XIV Encontro Anual do Planejamento Estratégico do TJSE, para o dia 7 de novembro.