Imprimir

Sindijus solicita suspensão do trabalho presencial no TJSE diante do aumento de casos de COVID-19

.



A diretoria do Sindijus protocolou ofício, na manhã desta terça-feira, 15, à Presidência do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), solicitando o fechamento das unidades das unidades do órgão. No documento, o sindicato pede a retomada do regime de trabalho remoto integral, diante do aumento de casos de servidores contaminados no TJSE e da alta taxa de contaminação no Estado.

“A taxa de ocupação dos leitos de UTI da rede pública de saúde chega a 64%. Esses dados causam enorme preocupação aos servidores, pelo risco de uma segunda onda, só que desta vez os trabalhadores não estão em casa”, alertou o coordenador geral do Sindijus, Jones Ribeiro, chamando a atenção para o fato de que a taxa de transmissão do vírus em Sergipe é a maior do país: 1,98%, índice similar ao mês de maio, quando o país vivia o ápice da pandemia.

No ofício enviado à Presidência do TJSE, a direção do Sindijus solicita ainda que seja informado o número exato de servidores que se contaminaram desde 03 de agosto, destacando-se quantos casos foram confirmados no mês de dezembro

A curva crescente de casos de servidores infectados pela COVID-19 nas unidades do TJSE levou ao fechamento dos Fóruns de Propriá e Maruim, este último reaberto segunda-feira, 14. O Fórum Olímpio Mendonça também registou dois casos de infecção entre servidores. Em Maruim foram confirmados pelo menos 14 casos e em Propriá o número chega a 16.